Comunicação Social | Rumo à EsFCEx

Impressão sobre a prova específica

Olá, pessoal!

 

No primeiro post de dicas quero colocar aqui as minhas impressões sobre a prova da ESFCEX no geral.

 

Eu considero uma prova difícil: cobra detalhes e muitas vezes cantos de livros. A parte de Conhecimentos Específicos (C.E.) é, em grande parte, voltada para o conteúdo de relações públicas. Portanto, sugiro que invistam em livros dos autores mais conceituados nesta parte, como: Roberto Porto Simões, Margarida Kunsh, Fábio França e Jorge Pedro Sousa.

 

As teorias da comunicação também são muito cobradas. Para esta parte, recomendo o livro do Mauro Wolf: As Teorias da Comunicação de Massa. Este livro é indispensável!

 

Sugiro que leiam o máximo de livros da bibliografia que conseguirem, dando preferência aos de autores citados mais de uma vez. Acho que resumi-los em forma de tópicos e destacar os conceitos mais importantes dos autores é uma forma interessante de memorizar e consultar depois.

 

Nas próximas dicas, pretendo abordar os assuntos preferidos pela banca na nossa área.

 

Até lá e bons estudos!

Abraços,

Leciane

Minha trajetória

O caminho percorrido é o que torna uma conquista tão especial.

 

Contar um pouco da minha trajetória é uma forma de incentivar muitos e, ao mesmo tempo, dividir o sabor especial da vitória com aqueles que têm se esforçado para alcançar seus sonhos.

 

Casada com um sargento do Exército, não encontrei opção melhor que um concurso federal. As esposas de militar sabem como as transferências podem atrapalhar uma carreira profissional. Decidi dedicar-me à EsFCEx. Quanto mais pesquisava sobre o concurso, mais animada ficava.

 

Chegando ao Acre, decidi me dedicar à EsFCEx. No calor Amazônico, comecei estudando 4h por dia. Era um verdadeiro sacrifício! A umidade parece nos deixar mais lentos e cansados, mas aos poucos fui me acostumando e intensificando os estudos.  Neste ano, 2009, quando abriram as inscrições, adivinha? As vagas para a minha área não estavam mais lá. Haviam cancelado as 2 únicas vagas para Comunicação Social. Eu tinha a sensação de ter estudado pra nada! Foi uma grande decepção, pois, com o cancelamento para aquele ano, não existia esperança de abertura para os próximos. E aí? O que fazer? Quem já fez a prova da EsFCEx sabe que pouco, ou quase nada, pode ser aproveitado para outros concursos. Pelo menos na minha área não conseguia aproveitar nada.

 

Nunca imaginei estudar para concursos, achava uma piração. Quando decido o que realmente quero fazer…. as portas pareciam se fechar! Foi aí que vi a importância de se ter alguém especial por perto. Meu marido me deu toda a estrutura que eu precisava. Pouco tempo depois, lá estava eu estudando de novo, sem saber se abriria vaga pra minha área em 2010. Pedimos transferência para Salvador, deixamos de escolher nossa cidade, em Minas Gerais, para ficarmos juntos aqui. Investimos no sonho o tempo todo.

 

O ano de 2010 foi uma loucura! Cidade nova, meu marido trabalhando muito no quartel novo e eu estudando que nem maluca. As vagas para minha área saíram, mas o conteúdo para a prova específica foi todo reformulado. Tive que fazer novos investimentos em livros e mais livros. Foi um ano bem intenso, mas sequer consegui uma classificação. Um mês depois da prova, eu já estava estudando novamente. Era a parte mais difícil, olhar todos os livros sobre a mesa e saber que passaria novamente por todos eles… A MINHA FORÇA VINHA DA MINHA FÉ. Fé que me sustentou nesses 2 anos difíceis em Salvador. Uma cidade com um custo de vida altíssimo, longe da família, sem amigos e vivendo para os estudos. Meus momentos de oração e introspecção foram fundamentais. Segui firme.

 

Para o concurso deste ano investi ainda mais em livros e também em um curso preparatório à distância para parte de conhecimentos gerais. Estudava numa média de 8 a 9h por dia. Era uma loucura. Mantive toda uma organização do meu tempo: hora de almoçar, dormir e até de beber água. Parece doideira, mas até isso esquecemos quando estamos estudando demais. Os estudos parecem roubar toda nossa energia. Ao chegar ao fim do dia estava esgotada.

 

Em 2011, saí da prova achando tudo muito difícil! Fiquei muito triste e já estava programando o retorno aos livros. Nunca fui a melhor aluna da sala. Nunca fui destaque em provas de concurso, mas sempre fui PERSEVERANTE E DEDICADA.

 

O gabarito saiu e com ele veio o conforto de uma nota melhor, mas a espera do resultado final era fundamental para um concurso com apenas 2 vagas.

 

Passei!!! Pela primeira vez na vida, vi meu nome em 1º lugar de alguma coisa. (kkk)

 

Espero, de coração, que minha história sirva de incentivo, exemplo, para aqueles que estão a buscar seus sonhos. “Quem acredita sempre alcança.”

 

Hoje, caminho para a concretização deste sonho com a certeza de que o valor da conquista é determinado pelo caminho percorrido até ela. Acredito, fielmente, que nossos sacrifícios nunca são em vão.

 

Um 2012 muito especial para todos os perseguidores de sonhos.

 

Abraços,

Leciane.

Leciane Moreira Dias

Mineira de Juiz de Fora e fã de pão de queijo!

 

Sou casada, tenho 27 anos e atualmente moro em Salvador. Formei em jornalismo pela UFJF em 2008, ano em que meu marido, sargento do Exército, havia sido transferido para Cruzeiro no Sul, Acre. Logo na nossa 1ª transferência, percebemos a importância de um emprego público. Ao pesquisar sobre concursos na minha área, interessei-me logo pela EsFCEx. Ainda no fim de 2008, comecei a me dedicar ao concurso.

 

Em janeiro de 2010 meu marido foi transferido para Salvador. Aqui mantive uma árdua rotina de estudos. Dedicação total. No concurso daquele ano não consegui sequer ficar classificada. Conseguia média em conhecimentos gerais, mas a prova de conhecimentos específicos me derrubava. Felizmente, no último concurso consegui a aprovação. Foi a REALIZAÇÃO DE UM GRANDE SONHO, sonho que surgiu pela necessidade de acompanhar o marido militar e amadureceu com a vontade de servir ao Exército.

 

Sou falante, apaixonada pela minha família, dedicada e muito curiosa. Gosto de desafios, de fazer amigos e de dar o meu melhor. Espero que 2012 seja um ano de muito crescimento e superação. Gosto do espírito de equipe e não acredito que realizamos nada sozinhos. Que Deus esteja conosco na escola e também com aqueles que continuam seus estudos rumo à EsFCEx.

 

Contem comigo!

Abraços,

Leciane – 1ª colocada – Comunicação Social – Salvador

 

 

 

 

Rumo à EsFCEx