FÓRUM

Convidado  

Welcome Guest, posting in this forum requires registration.

Páginas: 1 [2] 3
Assunto: O que acharam da prova de farmácia?
alessandra30
Membro
Postagens: 16
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 25/09/2013 - 23:59

Vamos tentar recurso em tds as questões que achamos que estão erradas…A 55 tem q ter recurso.


alessandra30
Membro
Postagens: 16
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 00:07

Deveria ter recurso para as questões 63,55,54,49 e 42.


alessandra30
Membro
Postagens: 16
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 00:08

Coloquem as notas no ranking!!!Vamos colocar dados verdadeiros…


SAMUEL ESTEVAN
SAMUEL ESTEVANMembro
Postagens: 31
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 07:44

Pessoal bom dia notei erros grosseiros nesse gabarito de farmácia pelo menos de cinco questões,

devemos enviar recursos com certeza pois se deixarmos assim podem ter certeza poderemos ficar de fora até por 1 ponto e tem mais quantos mais enviarem recursos melhor!

Quanto na prova de gerais tem este curso muito confiável e suas questões vem com comentários que facilitam na entrada com os recursos: http://www.ipremilitar.com.br/downloads/cat_view/8-esfcex/21-provas-comentadas-esfcex Então colegas não vamos deixar erros de digitação, ou gabaritos errados tirarem de nós a possibilidade de termos notas verdadeiras.


Abraço a todos!


=> Cidadão Brasileiro que anseia entrar para as fileiras do Exército Brasileiro e colocar a sua profissão a disposição da Pátria amada!
=> 25 anos, farmacêutico com atuação em Farmácia Comunitária. Graduado pela Universidade Federal do Piauí – 2011.

tatimif
Membro
Postagens: 3
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 11:22

estou tentando aqui algum recurso!!! mas tá osso!


SAMUEL ESTEVAN
SAMUEL ESTEVANMembro
Postagens: 31
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 12:38

Gente eu só pude fazer recurso para três questões de gerais aqui vão eles:


FICHA DE PEDIDO DE REVISÃO

(CA/2013 AO CFO/QC/Farm e Odonto 2014 E AO EIA/QCM 2014)


PROTOCOLO


1. IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO (RESERVADO À EsFCEx)


NOME

CONCURSO DE ADMISSÃO CFO/QC (1) Nº INSCRIÇÃO

CFO/Farm (1)

CFO/Odonto (1)

EIA/QCM (1)

ÁREA/ESPECIALIDADE/CREDO

IDIOMA (1) LÍNGUA INGLESA X LÍNGUA ESPANHOLA

(1) Marque um “X” na opção correspondente.


2. IDENTIFICAÇÃO DO ITEM


CFO/QC/Farm e Odonto CONHECIMENTOS GERAIS ITEM

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ITEM

EIA/QCM TEOLOGIA ITEM

LÍNGUA PORTUGUESA (OBJETIVA) ITEM

LÍNGUA PORTUGUESA (REDAÇÃO) (2)

(2) Marque um “X”, se for o caso.


3. SOLICITAÇÃO DA REVISÃO (utilize um pedido para cada item solicitado)

Solicito revisão do item supra especificado, em grau de recurso, com o devido amparo na bibliografia indicada e justificativa(s) que se segue(m):

Amparo na bibliografia indicada (obra, autor, edição, local, editora, página e ano):

_____________________________________________________________________________________


Justificativa(s): Observa-se que o item 09 a resposta correta seria alternativa E que traz os itens II e III como verdadeiros de acordo com o texto abaixo extraído da obra Formação do Brasil Contemporâneo, de Caio Prado Júnior.


“Mas os metais, incentivo e base suficiente para o sucesso de qualquer empresa colonizadora, não ocupam na formação da América senão um lugar relativamente pequeno. Impulsionarão o estabelecimento e ocupação das colônias espanholas citadas; mais tarde, já no séc. XVIII intensificarão a colonização portuguesa na América do Sul e a levarão para o centro do continente”.

De acordo com esta banca examinadora, o item III da referida questão é apontado como falso, porém segundo Prado Jr em seu texto “O sentido da Colonização”, os metais ocuparam uma posição de pouca relevância nos dois primeiros séculos coloniais.

Assim, requer a avaliação das ponderações apresentadas, de modo a promover a alteração de gabarito da questão de (B) para (E).


Local e data.


_________________________________

ASSINATURA DO CANDIDATO


=> Cidadão Brasileiro que anseia entrar para as fileiras do Exército Brasileiro e colocar a sua profissão a disposição da Pátria amada!
=> 25 anos, farmacêutico com atuação em Farmácia Comunitária. Graduado pela Universidade Federal do Piauí – 2011.

SAMUEL ESTEVAN
SAMUEL ESTEVANMembro
Postagens: 31
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 12:39

3. SOLICITAÇÃO DA REVISÃO (utilize um pedido para cada item solicitado)


Solicito revisão do item supraespecificado, em grau de recurso, com o devido amparo


na bibliografia indicada e justificativa(s) que se segue(m):


Amparo na bibliografia indicada (obra, autor, edição, local, editora, página e ano):


______________________________________________________________________


_______________


Justificativa(s): A resposta tida com verdadeira no item 12 conforme esta banca


examinadora é alternativa C, porém essa resposta não procede de acordo com o texto


extraído do capítulo que trata sobre a Cabanagem.


“O movimento cabano, que eclodiu e se desenvolveu entre 1835 a 1840 no Gão-Pará,


representou uma reação da população local ás opressões conduzida pela corte carioca,


que utilizavam o povo amazônico como mão de obra em regime de semiescravidão,


em prol da economia colonial portuguesa, baseada na extração das “drogas no sertão”


da madeira e na pesca. Apesar da existência de ponte vínculo com a monarquia e com


o menino-príncipe Dom Pedro, é importante lembra que muitos cabanos e suas


lideranças vislumbravam perspectivas políticas e socias diferentes daquelas vindas


dos governantes regenciais do império centralizado. Por outro lado, surgia no interior


deste vasto espaço revolucionário amazônico um sentimento comum de identidade


entre povos de etnias e culturas diferentes. A revolução cabana começou com graves


desentendimentos políticos no seio da elite local e forte rusga das autoridades imperiais


enviadas ao Grão-Pará. Contudo, conforme a revolução crescia a cabanagem foi-se


popularizando e interiorizando. Após 1836 e especialmente em 1837, a revolução


explodiu violentamente em toda a imensa malha hidroviária amazônica. Os cabanos


ainda mantiveram contatos com peruanos e equatorianos das zonas de fronteiras mais


interioranas, os quais, estimulados a ampliar seus territórios recém-indepedentes,


desejavam associação com revolucionários do Grão-Pará”.Magda Ricci. Cabanos,


patriotismos e identidades: outras histórias de uma revolução. IN: Keila Grinberg e Ricardo


Salles (org). O Brasil imperial – volume II. SP: Civilização Brasileira. (com adaptações).


Assim, requer a avaliação das ponderações apresentadas, de modo a promover a alteração


de gabarito da questão de (D) para (A).


=> Cidadão Brasileiro que anseia entrar para as fileiras do Exército Brasileiro e colocar a sua profissão a disposição da Pátria amada!
=> 25 anos, farmacêutico com atuação em Farmácia Comunitária. Graduado pela Universidade Federal do Piauí – 2011.

SAMUEL ESTEVAN
SAMUEL ESTEVANMembro
Postagens: 31
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 12:44

3. SOLICITAÇÃO DA REVISÃO (utilize um pedido para cada item solicitado)

Solicito revisão do item supraespecificado, em grau de recurso, com o devido amparo na bibliografia indicada e justificativa(s) que se segue(m):

Amparo na bibliografia indicada (obra, autor, edição, local, editora, página e ano):

_____________________________________________________________________________________


Justificativa(s): A resposta tida com verdadeira no item 12 conforme esta banca examinadora é alternativa C, porém essa resposta não procede de acordo com o texto extraído do capítulo que trata sobre a Cabanagem.


“O movimento cabano, que eclodiu e se desenvolveu entre 1835 a 1840 no Gão-Pará, representou uma reação da população local ás opressões conduzida pela corte carioca, que utilizavam o povo amazônico como mão de obra em regime de semiescravidão, em prol da economia colonial portuguesa, baseada na extração das “drogas no sertão” da madeira e na pesca. Apesar da existência de ponte vínculo com a monarquia e com o menino-príncipe Dom Pedro, é importante lembra que muitos cabanos e suas lideranças vislumbravam perspectivas políticas e socias diferentes daquelas vindas dos governantes regenciais do império centralizado. Por outro lado, surgia no interior deste vasto espaço revolucionário amazônico um sentimento comum de identidade entre povos de etnias e culturas diferentes. A revolução cabana começou com graves desentendimentos políticos no seio da elite local e forte rusga das autoridades imperiais enviadas ao Grão-Pará. Contudo, conforme a revolução crescia a cabanagem foi-se popularizando e interiorizando. Após 1836 e especialmente em 1837, a revolução explodiu violentamente em toda a imensa malha hidroviária amazônica. Os cabanos ainda mantiveram contatos com peruanos e equatorianos das zonas de fronteiras mais interioranas, os quais, estimulados a ampliar seus territórios recém-indepedentes, desejavam associação com revolucionários do Grão-Pará”.Magda Ricci. Cabanos, patriotismos e identidades: outras histórias de uma revolução. IN: Keila Grinberg e Ricardo Salles (org). O Brasil imperial – volume II. SP: Civilização Brasileira. (com adaptações).


Assim, requer a avaliação das ponderações apresentadas, de modo a promover a alteração de gabarito da questão de (D) para (A).


=> Cidadão Brasileiro que anseia entrar para as fileiras do Exército Brasileiro e colocar a sua profissão a disposição da Pátria amada!
=> 25 anos, farmacêutico com atuação em Farmácia Comunitária. Graduado pela Universidade Federal do Piauí – 2011.

SAMUEL ESTEVAN
SAMUEL ESTEVANMembro
Postagens: 31
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 12:55

Boa tarde pessoal acho que esse ano não será o meu, pois só um milagre me colocaria entre os seis primeiros minha pontuação nas gerais até que foi razoável 20 e pode chegar até 23 e nas específicas fui péssimo fiz 17 com este gabarito oficial e posso no mínimo chegar a 21 ou 23 no máximo e sem ter noção de uma nota de corte confiável pois nem todos conhecem este site enfim só Deus sabe, mas no momento presente não estou muito confiante seja lá o que Deus quiser….


=> Cidadão Brasileiro que anseia entrar para as fileiras do Exército Brasileiro e colocar a sua profissão a disposição da Pátria amada!
=> 25 anos, farmacêutico com atuação em Farmácia Comunitária. Graduado pela Universidade Federal do Piauí – 2011.

alessandra30
Membro
Postagens: 16
Re: O que acharam da prova de farmácia?
on: 26/09/2013 - 14:35

Pessoal de farmácia vcs nao acham que a questão 31 era para ser anulada,pois pigmentos biliares formam espumas na urina….


Páginas: 1 [2] 3
WP Forum Server by ForumPress | Lucid Crew
Version: 1.8.2; Page loaded in: 0.1 seconds.

 

Emanuel Peixoto

* Militar do Exército Brasileiro (QCO/Informática/2011)
* Formado em Sistemas de Informação.
* Instrutor de Informática do Concursando Militar
* Criador do blog “Rumo à EsFCEx”
* Analista de TI do Comando da 7ª Região Militar/Recife-PE
* Profissional com mais de 15 anos de experiência na área de TI, atuando como Engenheiro de Sistemas e DBA.
* Microsoft Certified – MCDBA | MCSE | MCSA | MCITP | MCTS
* IBM Certified Developer – Cognos 8 BI Data Warehouses
* ITIL® V2 e V3
* Green IT Citizen
* ISO/IEC 27002

http://www.mycertprofile.com/Profile/1915602619
http://www.mycertprofile.com/Profile/1915602619

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube