Internato

O internato deste ano foi de 3 semanas. Podemos considerá-lo como “semi-internato”, já que os alunos eram liberados nos finais de semana.

Na verdade, não tínhamos todo o final de semana livre, pois o fim da primeira semana de internato deu-se na sexta às 21h,  já o fim da segunda e terceira semana só ocorreu no sábado 21h, ou seja, pra quem tava ralando a semana toda, esse “tempo livre” passava muito rápido. Mas foi ótimo, melhor que nada… Nem contávamos com isso…

*

O dia iniciava às 5h, com a “alvorada!” [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Sc12-iraBIc]

Encerrava-se às 21h….

O tempo passava voando, eram tantas as atividades que quando vc menos esperava o dia inteiro já havia passado!

As atividades foram as mais diversas. O objetivo era adaptação do aluno às rotinas do curso, ou seja, acordar cedo, fazer a barba, lavar roupa, passar ferro no fardamento, entrar em forma para ir tomar café, instruções*, muitas instruções… Nossa! As instruções em sala de aula eram muitas, iam de continência à etiqueta….

Cada apartamento pode ficar até 10 alunos e os alojamentos, masculino e feminino, são separados. Cada grupo se responsabiliza pela limpeza do seu apartamento. Durante o internato, foi indicado também quem seria “o canga” de cada um, quer dizer, o colega inseparável durante todo seu período no CFO (o canga é um parceiro tipo Batman e Hobin ou, para as mulheres, She-Ra e Cintilante, ou Wilikit e Wiliket! rsrsrss).

NOTA: * Militar não tem aula, tem instrução!

Logo nos primeiros dias, houve a definição dos grupos de PI (Projeto Interdiciplinar) e as propostas dos temas de TCC dos alunos. A definição dos grupos de PI aconteceu da seguinte forma: houve uma palestra sobre os temas de interesse do Exército, se não me engano eram 8 temas. Cada aluno, após a palestra, tinha que preencher um formulário elegendo 3 projetos que desejassem participar. Claro que  o tema que o aluno mais se identificava e poderia colaborar efetivamente entrava nessa lista. A partir daí, a divisão de ensino definiu os  nomes  dos membros de cada projeto. Cada projeto é composto de 10 membros de diversas áreas. Por exemplo:  num projeto de Cibernética podia cair um farmacêutico, um dentista, um advogado e por aí vai, por isso, que se chama interdiciplinar. Todos podem colaborar com alguma coisa, essa é a idéia.

Já sobre o TCC a escola não interfere, o tema é livre.  Foi exigida a definição de um tema provisório, pois a escola já queria saber qual linha de pesquisa os alunos iriam seguir. Durante  o internato, e depois também, houve muitas instruções sobre “Metodologia de Pesquisa Científica”, instruções de altíssimo nível ministradas pelo Maj QCO José Roberto e Maj QCO Selma Iara. Até aproveito a oportunidade para estender a toda a Divisão de Ensino que, sem excessão, ministram instruções de altíssimo nível técnico. Parabéns!

Ainda sobre os trabalhos acadêmicos, houve a escolha dos orientadores. Cada aluno teva a oportunidade de selecionar seu orientador, de acordo com a especialidade deste com o tema do TCC.

Saindo da área acadêmica e voltando para a ralação, destaco as atividades que exigiam esforço físico, como: Ordem Unida e TFM (Treinamento Físico Militar)… Nos primeiros dias, o cansaço incomodava um pouco, mas a partir da segunda semana já estávamos no rítmo.

Em outra oportunidade irei dar umas dicas de treinamento físico, tanto para o EAF quanto para o condicionamento necessário às atividades na escola. Nada complicado, pelo contrário, o EAF é simples, o problema é que muitos se descuidam depois da prova e perdem o condicionamento que conseguiram, daí quando chega aqui, sente um pouco…. Mas é como falei, o internato é um período de adaptação, então, de um jeito ou de outro a gente entra no rítmo. Sofre um pouquinho, que é normal, mas consegue!

No Final do internato, houve uma confraternização para simbolizar o retorno à liberdade. rsrsrs

No final das contas, o internato serviu muito como um primeiro contato com os colegas de turma, com os instrutores e com a escola. Aprendemos muitos nessas semanas.

*

*

*

Olha o bolo aí que não me deixa mentir…

*

*

*

*

*

…E no final, todos nós estávamos inteiros e felizes, BRASIL!

*

*

*

**

*

Forte abraço a todos e energia nos estudos!

Emanuel Peixoto

* Militar do Exército Brasileiro (QCO/Informática/2011)
* Formado em Sistemas de Informação.
* Instrutor de Informática do Concursando Militar
* Criador do blog “Rumo à EsFCEx”
* Analista de TI do Comando da 7ª Região Militar/Recife-PE
* Profissional com mais de 15 anos de experiência na área de TI, atuando como Engenheiro de Sistemas e DBA.
* Microsoft Certified – MCDBA | MCSE | MCSA | MCITP | MCTS
* IBM Certified Developer – Cognos 8 BI Data Warehouses
* ITIL® V2 e V3
* Green IT Citizen
* ISO/IEC 27002

http://www.mycertprofile.com/Profile/1915602619
http://www.mycertprofile.com/Profile/1915602619

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube 

34 opiniões sobre “Internato”

    Apenas colaboradores que estejam logados podem acessar os comentários!